Resenha - A breve segunda de Bree Tanner - Stephenie Meyer

escrito por Rafael Fernandes

Pela primeira vez Stephenie Meyer oferece aos fãs uma nova perspectiva do universo de "Crepúsculo". Na voz de Bree Tanner, uma jovem vampira integrante do violento exército de recém-criados que assola a cidade de Seattle no terceiro volume da série, "Eclipse", somos apresentados ao lado sombrio da saga. Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen - a última semana de sua existência.
“A breve segunda de Bree Tanner” é um pedaço da história “Eclipse” da saga Crepúsculo, como o próprio título já diz, refere-se à vida de Bree, uma recém-criada, com 15 anos aliciada por Riley, o chefe do grupo, que a fez vampira. 
A história começa super bem, instigante, até o momento que percebo a sede furiosa que ela tem, não só ela, mas o grupo inteiro, ela sai pra caçar com Diego, seu novo amigo, no qual é o único no qual ela se dá bem. Eles são em bando, então quando Riley dava ordens para eles caçarem eles iam e devoravam pessoas que estavam disponíveis (no sentido de sugarem todo sangue e descartarem no fundo do mar), que não fariam falta se dessem por sumidas, Bree não vive só, é um clã de vampiros somente aliciados por Victória, eles temiam o nome dela no qual nem sabiam, como já li “Eclipse” sei bem de toda história... É Riley quem comanda o grupo, com um objetivo único que tenta esconder deles, inclusive de Bree, esconde sobremaneira a fazerem acreditar que irão se vangloriar após a derrota iminente, e eles não se sairão bem dessa! 
O personagem que mais adorei foi Fred, ele é um dos vampiros criados por Riley que tem um poder invejável, um poder bem diferente, ele causa repulsa, é uma vontade louca de vomitar quando se chega perto dele, então ele era praticamente invisível para qualquer um, nem poderia chegar perto e nem se lembrar do nome dele que viria a sensação. Bree sempre ficava ao lado dele, tentava manter-se viva quando podia, pois entre os grupinhos de panela que existia no bando, faziam farra queimando uns vampiros sem noção. Quando Bree estava perto de Fred era como estar protegida por um anjo, e depois de certo tempo, Bree percebe que Fred controla esse poder e ela não sente repulsa por estar ao lado dele, e ela percebe isso. 
Não posso deixar de lembrar, Diego e Bree se tornaram muito mais que amigos, mesmo que em um breve determinado tempo. Foi uma das cenas que mais gostei pra falar a verdade, Bree tinha cara de inocente em tudo, mesmo covarde, ela me pareceu encantadora e super sedenta. Diego, era tipo o braço direito de Riley, então ele teve que contar a ele que podia brilhar no sol a todo instante, talvez o fizesse e o tenha matado, não sei. Eles foram todos enganados isso com certeza, Bree só sentiu falta de Diego no dia da batalha, e ela queria que o mundo tivesse parado ali. 
O lugar onde eles passavam a maior parte do tempo, era num porão todo escuro, com um conforto nada peculiar, além disso, não queriam correr o risco de se contaminarem no sol, pois eles tinham medo dele, de se queimarem. Riley era que nem nômade, nunca parava num só lugar, destruía a última casa e levava a tropa sempre aonde a Victoria pedisse. 
A linguagem é super suave e muito leve de ler, muito mais fácil quando eu queria de alguma maneira descobrir mesmo se realmente a Bree iria sobreviver. 
Ainda existe o fato de “eles”, os “recém-criados” não saberem nada de vampiros com poderes, ou ainda que Riley os repelissem de saber que poderiam sair ao sol quando quisessem, mas fez isso apenas para os prender perto a si, e manter o grupo em frente, esse era o plano, só usarem-os. 
Nas 190 páginas de “A breve segunda de Bree Tanner”, tudo em um só capítulo, a autora não me agradou muito, esperava mais que uma pequena revelação, que acho que nem vai ser citada em “Amanhecer”, porém para os fãs de “Crepúsculo”, é dever saber! Bom, agora eu sei... Só falta você descobrir também! 
Só existe uma razão para eu recomendar esse livro, e essa razão é porque sou muito fã, então se você é fã também e curte vampiros, bora ler esse pedaço de “Eclipse” rabiscado pela Stephenie Meyer?


9 Comentaram:

  1. Parabéns pela resenha Rafa! Já li A Breve Segunda Vida de Bree Tanner e confesso não ter gostado muito. Achei a estória muito enfadonha e maçante. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Li esse livro em um dia ... é beem facil mesmo de ler e Bree é legalzinha... Quem assiste ao filme e não lê o livro nem tem a noção que algumas partes de eclipse foi adaptado desse livro.

    ResponderExcluir
  3. Tenho ele aqui e vou lê-lo assim que ler os três primeiros livros da série... Se bem que tenho muita vontade de lê-lo ante, rs Mas vou esperar.
    A história parece ser interessante. Quem assistiu ao filme Eclipse sabe o que acontece som a Bree, será que é daquele jeito no livro. Vou descobri quando lê-lo. (:

    ResponderExcluir
  4. Geh, só lendo pra saber, não posso contar "spoiler".

    ResponderExcluir
  5. Eu li só o "Amanhecer", não li os outros 3 por isso acho que não adianta eu ler este hahsau.
    Ótima resenha!

    Abraço
    Wallace- ecolivros.com.br

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha! Bem objetiva!
    Eu quero muito ler Bree Tanner, só que sempre que vou comprar no Submarino surge outro livro por 9,90 ainda melhor, então fica sempre para segundo plano...
    Mas ainda vou comprar ele, e até o fim do ano, eu espero! Eu achei tãããão triste a Bree morrer. ): Até imaginei ele como uma Cullen, haha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Ei Rafa,

    Eu adoro a série, mas achei o livro bem bobinho e desnecessário. Como fã a gente lê ne? mas achei muita graça não rs
    abs

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa!
    Eu sou fã da série, mas ainda não li esse livro, foi falta de oportunidade!
    Parece ser legal e fácil de ler, uma pena que deixa um pouco a desejar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. acho que não leria simplesmente por ja saber o final dsauidhsauidhsua alias qualquer pessoa que ja tenha visto/lido eclipse sabe o final do livro entao sei la nao acho que tenha muita graça...

    ResponderExcluir