Review - As Vantagens de Ser Invisível

escrito por Rafael Fernandes

The Perks of Being a Wallflower 
EUA , 2012 - 103 min. Drama 
Direção: Stephen Chbosky Roteiro: Stephen Chbosky 
Elenco: Logan Lerman, Emma Watson, Ezra Miller, Nina Dobrev, Paul Rudd, Mae Whitman, Melanie Lynskey, Melanie Lynskey, Johnny Simmons, Zane Holtz, Reece Thompson, Erin Wilhelmi, Joan Cusack 
Nota: 5 de 5

Sinopse:
Na trama de As Vantagens de Ser Invisível, um garoto de 15 anos, Charlie (Logan Lerman), entra no colegial enquanto se recupera de uma depressão, que lhe rendeu tendências suicidas, e da perda de seu único amigo. No colégio, porém, começa sua jornada de socialização, de crescimento e recuperação com a inadvertida ajuda de dois veteranos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), que o recebem em seu mundinho à parte dos populares da escola.

Opinião:
O filme conta a história de Charlie (Logan Lerman), um garoto de 15 anos que está tentando se socializar em seu primeiro dia de aula no colegial. Ele não é um garoto normal, diga-se de passagem, depois de perder seu melhor amigo, começa sua nova vida em busca de alguém que o aceite do jeito que ele é. Aí, aparece os populares Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), que sorrateiramente adentram Charlie no mundo deles.


O diretor do filme, Chbosky conseguiu pregar a originalidade da história em si, como por exemplo a personagem Sam, conhecida como a bruxa mais inteligente do filme Harry Potter fez uma ótima atuação, em sua primeira aparição o diretor conseguiu fazê-la totalmente marcante, de um jeito inesquecível e memorável.


Eu já sabia que Miller iria arrasar no filme, só não esperava tanto pelo personagem principal, os dois se davam muito bem, digo, até demais... É como se o trio fosse parte de um todo, ou que se um se separasse não existiria história pra contar.

Ao longo do filme, algumas descobertas chocaram, outras vezes surpreenderam. Me identifiquei muito com Charlie, ele sofria bullying constantemente, eu sofria... Chbosky abusou da extroversão dos personagens jovens, essa mescla bela da juventude que nunca parece acabar.

Está certo que nem tudo é um mar de rosas, no filme a vida de Charlie parecia até então legal, era descolado na escola, tinha dois melhores amigos, mas ele estava confuso, às vezes tinha visões estranhas que remetia ao passado, talvez sua nova paixão o ajudasse, talvez ele tinha que se virar sozinho... Talvez!


O que poderia deixar esse filme mais perfeito? A trilha musical? Sim. Quem fez o repertório, soube usar corretamente as letras junto a personalidade dos personagens princiapis, misturando sucessos dos anos 80 e 90. Pesquisei e achei os nomes: Pavement, New Order, L7, Cocteau Twins, Sonic Youth, The Smiths... As letras eu realmente não sei, mas como a história se passa nos anos 90 dá pra perceber o quão bom a música era naquela época, em que a maioria de nós tínhamos acabado de nascer. 


Bem no final, quando vejo que o filme ficou longo demais, lindo demais, emocionante demais é que tudo acaba, meus personagens favoritos estão me dando adeus... Eu queria ser amigo deles, dava para atuar junto com eles, eu podia sentir. (Ok, fui longe demais)...

O filme soube retratar muito bem a amizade, o valor dela, não fazendo acepções dos tipos de pessoas. Só de pensar nas reflexões, nas frases de impacto que Charlie costumou a usar com seus aprendizados, nas suas palavras, mostrou como é a vida, como tudo poderia ter sido um sonho, não mais que isso.


Sim, é uma ótima pedida pra assistir com seus amigos em um final de semana, recomendo pra todo mundo, impossível não se identificar com esses personagens tão cativantes, tão cheios de vida e seguros de si. Ainda mais esse universo dos reclusos, dos desafortunados que de um modo não padrão conseguem se sobressaírem, e a gente adora reviravoltas, não é? Se você já assistiu vai querer assistir de novo, e você que ainda não viu, está esperando o quê? Vale totalmente seus 103 minutos.

Capa do livro no Brasil, Editora Rocco


11 Comentaram:

  1. Ah, eu não vi o filme. Queria ter lido o livro primeiro e acabei não fazendo nem uma coisa e nem outra. Mas ainda pretendo ver, sim, parece uma história muito bacana, com belas lições. Essa questão de bullying é complicada ... acho que a maioria já sofreu algum tipo em algum momento da vida. Mas sua resenha foi tão emocionada! Consegui sentir que você realmente queria fazer parte da turma, interagir. Tão bom quando uma história nos passa emoções assim tão fortes. Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  2. Ai Vani, foi exatamente isso. O filme é muito lindo, é daqueles que pra todos. Agora que eu quero comprar o livro, não importa o preço.


    Obrigado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca repararia na trilha sonora... hehe... na verdade, o único jeito de eu notar uma trilha é ela ser horrível, quando se encaixa no filme nem percebo que as músicas estão lá.


    Me parece mesmo uma linda história de amizade. Só não vi o filme porque quero ler o livro antes, e sabe-se lá quando é que isso vai acontecer.


    Um ótimo 2013 pra você! =)

    ResponderExcluir
  4. Nossa, adorei a review e fiquei super animada para ver o filme e ler o livro (de preferência primeiro).
    Apesar de já ter passado desta fase escolar, acho que todo mundo se lembra de alguma coisa marcante, o que faz o espectador se identificar de alguma forma com o enredo e personagens.
    Espero ter a oportunidade de conhecer a história e se possível, ficar tão encantada como você ficou! rs
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Não vi o filme e o livro está nos meus desejados. Quero ver o filme ao lado do meu adolescente de 13 anos e aproveitar para conversar sobre as dificuldades que o protagonista enfrenta. Boa oportunidade pra discutir temas delicados como bullying, não acham?
    E tb quero que meu filho leia o livro - tarefa difícil -, quem sabe posso ler junto com ele?
    Excelente dica, adorei!

    ResponderExcluir
  6. Aione Simões Sérgio31 de dezembro de 2012 17:36

    Ah, eu quero muito ver e estou curiosa por essa primeira aparição da Sam!
    Espero conseguir ler logo para assistir em seguida!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Até o momento só li bons comentários desse filme.

    Gostaria de assisti-lo quando tiver uma oportunidade.
    Ah e quero ler o livro também, rsrs.


    Bjo!

    ResponderExcluir
  8. Queriiido acabei de conhecer seu blog e amei! me
    meus parabens... Feliz ano novo tudo de bom pra vc e seu blog viu?

    eu estou louca para ler o livro e ver o filme realmente parece ser muito bom.
    Parabens pela review.

    ResponderExcluir
  9. Adoro a Emma e esse filme tem cara de ser uma fofura, não vejo a hora de poder assistir *-*


    Bjs, Kel - www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  10. eu chorei litros , se tornou um dos meus filmes preferidos !

    ResponderExcluir
  11. é o melhor filme da minha vida,

    ResponderExcluir