Resenha - As Andorinhas de Cabul - Yasmina Khadra

escrito por Rafael Fernandes

As Andorinhas de Cabul
Autor: Yasmina Khadra
Editora: Sá
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: de 5

Sinopse
Este romance conta a história de quatro personagens marcantes que vivem na Cabul do ano 2000, quando os talebans imprimem ao Afeganistão um regime atroz. Mohsen, um intelectual, descendente de prósperos comerciantes que o conflito levou à ruína; Zunaira, sua mulher, outrora uma brilhante advogada, condenada à vida doméstica e a esconder sua beleza atrás dos véus; Atiq, um carcereiro, que não suporta mais viver nas ante-câmaras da morte, enquanto tem em casa, sua própria mulher, Mussarat, sofrendo de doença incurável. Um gesto insensato de Mohsen, envolvido pela histeria da multidão no apedrejamento de uma adúltera, joga os personagens em uma tragédia maior e expõe o universo de contradições vividas em um mundo de guerra político-religiosa.

Resenha:
Quando peguei esse livro pra ler já sabia que tinha a mesma temática do livro O Caçador de Pipas. Resumo: Comovente.

A história toda se passa em Cabul, na Afeganistão em meio à guerras e conflitos religiosos. São apresentados 4 personagens centrais da histórias, dois casais, ambos vivendo seus piores dia na Terra.

Mohsen e Zunaira são calmos, vivem na pobreza desde que os talebans levaram tudo, mas conseguem sobreviver. Zunaira não aceita esconder sua beleza, e o marido parece já estar conformado. Ambos se amam, mas parecem não não estar vivendo seus melhores dias.

Atiq e Mussarat são perfeitos. Atiq é um carcereiro, mas não suporta mais ver sua mulher debilitada e inerte, mesmo doente ainda a ama.

Vários acontecimentos ao longo do livro são chocantes e marcam nossos sonhos por dias a fio. Por exemplo quando Mohsen joga pedras numa prostituta com toda sua raiva, mas chega em casa com todo seu arrependimento, ele não me convenceu. Mas chorou perto da mulher. Isso era considerado um milagre. Mussarat até estranhou o marido chegar.

Vale lembrar que o nome do autor é feminino, pois usou o nome da mulher como pseudônimo. Mas isso até que achei fofo, o nome até que não é tão feminino, convenhamos.

A narrativa é cativante, característica parecida pode ser comparada ao dos vários autores dessa temática, como Khaled Hosseini, que é um dos meus favoritos, confesso.

O fim da história é agressivo e chocante, não esperava por esse final, eu juro. Então, não espere nada de "felizes para sempre. Taí um livro pra tirar todos da rotina.

Não me esquecendo... O livro é uma triologia. Esse é o primeiro, o segundo é O Atentado e o terceiro é As Sirenes de Bagdá, ambos já publicados pela mesma editora.
É um livro pra se ler numa dia só, porque ele é fininho e rápido. Enfim, recomendo pra todos.


5 Comentaram:

  1. Prefiro muito mais livros que não têm um final feliz. Tanto que o primeiro livro que eu li foi Meu Pé de Laranja Lima, e o final estava longe de ser feliz. Sei lá, me senti acolhido pelo estilo =)
    Confesso que não consegui acabar de ler O Caçador de Pipas, achei Amir (acho que é esse o nome do protagonista) um covarde, fiquei com uma raiva imensa do sujeito, como se ele fosse uma pessoa de verdade que havia feito muito mal a um amigo, sabe? Mas sei lá, acho que livros bons são assim, eles não obrigatoriamente precisam ser lidos até o final, contanto que deixem uma marca no leitor...

    Curti sua resenha, você tem um jeito bem pessoal de escrevê-las. (Será que se eu lesse esse livro, Mohsen seria como Amir pra mim?). Gosto de livros que mostrem a realidade, especialmente quando envolvem questões culturais como essa. ajuda a gente a ficar com os pés no chão quando as leituras fantásticas nos deixam muito tempo no ar heheh

    Ótima resenha, parabéns mesmo =)

    Pedro Almada - Inspirados, O Berço das Grande Ideias!
    http://inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ai caçador de pipas é lindo, esse se tem a mesma temática deve ser tbm !


    amei sua resenha Rafaa ;D

    ResponderExcluir
  3. Amir é um covarde mesmo, e não é apenas no início do livro...

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa,


    Eu amei O caçador de pipas e gosto muito de livros deste gênero. Este eu não conhecia e espero ter a oportunidade de ler, muito legal o enredo.


    beijos
    Nanda

    ResponderExcluir
  5. Esse tipo de livro me chama muito atenção e gosto de ler demais.... são obras otimas.. emocionantes... quero ler esse, me parece ser bom, e gostei da resenha =D

    ResponderExcluir