Resenha - Amada Imortal - Cate Tiernan

escrito por Rafael Fernandes

Amada Imortal
Título: Amada Imortal
Autor: Cate Tiernan
Editora: Galera Record
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: de 5

Sinopse
Primeiro livro de bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.

Resenha:
Não sabia nada sobre imortalidade até realmente eu ler esse livro. Simplesmente um livro bom, que me surpreendeu desde a primeira página, tem uma pegada leve e descontraída. Eu quero mais, muito mais.

Pelo ponto negativo, o livro enrola muito até chegar na parte emocionante, esperei até a página 217, aonde começa a revelar os segredos "mastigados" ao longo da leitura. O mais engraçado que descobri foi sobre a imortalidade, que imortais também podem morrer, daí pode se imaginar X maneiras para matar um imortal até que ele não possa se reconstituir mais.

Em seguida vou contar um pouco da história.

Nastasya ou Nasty para os íntimos, é uma imortal com aparência de jovem beirando 16 à 24 anos, ela tem várias identidades, visto que ela tem mais idade do que aparenta. Viver na imortalidade tem lá seus benefícios, Nasty aproveita bebendo e se divertindo com seus amigos, ela não gosta de se lembrar de seu passado, muito menos revivê-lo.

Numa certa noite Innocencio ou Incy, seu amigo também imortal, acaba usando magicka (do mal) no taxista, deixando-o paralitico. Nasty já não acreditou no que Incy fez, muito menos que ele soubesse usar magicka. Ela decide sumir, esquecer todos seus amigos, pelo menos por um tempo. Era como se aquela atrocidade feita aquele homem pudesse ser por parte, culpa dela. Afinal, ela não fez nada pra ajudá-lo. Aí que ela acorda pra realidade.

Mais tarde ela acaba procurando ajuda na casa de River Edge, a única imortal que Nasty conhecia como mais velha do que ela. Ela aceitou morar lá, nem que fosse só por um tempo, mais tarde ela descobre que lá é uma casa de programa de reabilitação, onde alguns imortais que se rebelaram no passado pediam ajuda. Nasty passa a trabalhar todo dia, até consegue um emprego. Contando sobre outros personagens dentro daquela casa, todos fazem mais do que serviços para se auto-ajudar.

Reyn é o tipo de cara no qual Nasty adoraria namorar, mas ele é enigmático, mesmo assim ele a evitava, que só mais tarde os dois desvendam esse mistério que os rondam, mesclando passado e presente.

Amada Imortal, é contado em primeira pessoa por Nasty. Também nos revela todo processo que leva Nasty à casa da personagem enigmática River, ela sempre parecia esconder alguma coisa, todo o enrolamento sobre seu trágico passado, que confesso que tomei nojo em uma parte. Mas houve momentos que me diverti, porque Nasty é muito sarcástica em seus diálogos, deixando a leitura mais contagiante e leve.

A mudança de vida de Nasty pra mim foi rápido até demais, e sua aceitação nem tanto, acho que até agora ela não está acreditando aonde está, querendo fazer as coisas certinhas ou não. Até começou a usar seus poderes, sua magia do bem, é incrível ver que imortais também tem poderes também. Inusitado.

E essa pressão que Nasty e Reyn tem um com o outro, logo depois vem uma outra personagem para botar mais fogo na palha. Nell é o tipo de personagem adversária do pleito para a conquista do gato da casa. Mas ela não me convenceu muito, ela nem sequer brigou com Nasty. Mas esse enigma dos personagens é que nos faz amar o livro. Estou muito ansioso para o próximo da trilogia. Espero que seja breve. Recomendo muito.


22 Comentaram:

  1. Muita vontade de ler, Rafa! Mas ainda estou com outro livro aqui da Galera e como minhas leituras não estão no momento em primeiro plano, deixarei para solicitar depois.
    A história parece mesmo bem interessante, o tema bem abordado. Adoro o estilo *-*


    Bjs, Kel - www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  2. Muita vontade de ler, Rafa! Mas ainda estou com outro livro aqui da Galera e como minhas leituras não estão no momento em primeiro plano, deixarei para solicitar depois.
    A história parece mesmo bem interessante, o tema bem abordado. Adoro o estilo *-*


    Bjs, Kel - www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  3. Esse livro tem um bom enredo, uma pena ser um pouco enrolado, mas tem gente que gosta, eu não muito.
    Essa capa eu acho muito linda, seria um livro que compraria pela capa.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro ainda não conseguiu me convencer o suficiente para arriscar uma leitura, gostei da sinopse e fiquei encantada com a capa, mas tô com medo de me decepcionar com a história, toda essa coisa de imortalidade não me chama muito atenção.


    Ótima resenha! (:

    Beijo;*Naty.

    ResponderExcluir
  5. eu to louco pra ler esse livro ! eu quero !!! adorei a resenha e sabe que eu gosto desses tipos de livro , acho que vc sabe né haha

    ResponderExcluir
  6. Hey,


    Ainda não tinha lido nenhuma resenha do livro, mas achei bem interessante. Eu gosto de livros que prendem do começo ao fim :) Quanto a ser lento no começo, eu já me acostumei, ainda mais quando se trata se série e/ou trilogia. A capa é muito linda, e, além de chamar atenção, dá um ar de mistério ao livro.


    Abraços,
    Yago.

    ResponderExcluir
  7. a primeira vez que vi, pensei que fosse uma adaptação daquele filme Minha Amada Imortal (filme de primeira, por sinalxD) mas vi que não.

    Eu sempre digo, "amigos escritores, por favor, não escrevam em primeira pessoa, especialmente sob a ótica de uma garota, especialmente se ela for se apaixonar por uma figura sobrenatural e enigmática", mas eles me ouvem? duvido muito u-u kkkk
    Eu não sei, mas senti uma pontada de sarcasmo no "inusitado", estou certo? (mals ae, desaprendi a interpretar isso depois que comecei a ver BigBangTheory rs).
    Mas, sei lá, acho que esse gênero tá meio batido, não sei se minha bagagem literária aguentaria mais um desse tipo. Claro que ele deve ser bom, ou a nota não seria 4, mas acho que já tô meio saturado. Ainda assim, eu vou tentar ganhar o livro, por que não? rs
    Por quê será que eu me cansei de triângulos amorosos? Mas vou dar o braço a torcer e confiar quando você diz que recomenta e é bom.

    ótimo post! Eu quero o livro só por causa do gênero. Qualquer coisa que beire ao fantástico tá pra mim hehe

    Boa leitura, fica na Paz! =)

    Pedro Almada - Inspirados, O Berço das Grandes Ideias!
    http://inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. A capa é linda mesmo! O enredo é tentador, muita gente compra também só pelo enredo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Naty. Aposto que não vai se decepcionar, aposto! Vai fundo nessa leitura, que eu recomendo!

    ResponderExcluir
  10. Claro que sim, você adora sobrenatural. Tipo.

    ResponderExcluir
  11. Que bom que a minha foi a primeira. Fico feliz. Acho que o começo sempre é assim, e começa a ficar contagiante! Tem mistério mesmo. Espero que leia... ^^

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkk Oi, não é não. Bom, eu acho.
    Pior que não ouve, se Cate fosse brasileira talvez ela te ouvisse... Inusitado, bem, não diria sarcasmo, quando faço isso deixo em itálico... Inusitado no sentindo de nunca ter lido nada igual.
    Essa é uma boa série mesmo. Amo.
    Nota 4, porque não desvendei tudo que eu queria saber, talvez faltasse mais ação, ela parecia uma andarilha, não parava em lugar nenhum.
    É bom, pode confiar. Fantástico eu não diria, porque minha rotina não mudou em muito, mas me fez rir e me divertir... Valeu!

    ResponderExcluir
  13. Céus, será que agora só irão lançar trilogias? Eita...
    Adorei essa capa! Tenho um interesse especial por esse tema: imortais. Mas sempre espero que expliquem como tal pessoa se tornou tal coisa. Nesse livro explica isso?
    Fiquei curiosa sobre o Reyn e a Nasty... hm. Quer dizer... Fiquei curiosa sobre toda a história, e também wth um ovo tem a ver com isso... kk

    ResponderExcluir
  14. Acho que isso foi um tom. Trilogia, eu sei que errei. Pera, que vou corrigir.
    Não explica, pode desistir. É esse o mistério. Ela estava descobrindo sobre sua família morta tadinha...
    Ovo, só lendo mesmo, se não solto spoiler aqui mesmo nos comentários.

    ResponderExcluir
  15. Desisto então. Mentira, não desisto. Isso talvez seja explicado nos livros seguintes...
    Gente... nem percebi o erro. Mas minha pergunta ainda é válida.
    É ficarei sem saber sobre o ovo.

    ResponderExcluir
  16. Acho que isso foi um tom. Trilogia, eu sei que errei. Pera, que vou corrigir.
    Não explica, pode desistir. É esse o mistério. Ela estava descobrindo sobre sua família morta tadinha...
    Ovo, só lendo mesmo, se não solto spoiler aqui mesmo nos comentários.

    ResponderExcluir
  17. Céus, será que agora só irão lançar trilogias? Eita...
    Adorei essa capa! Tenho um interesse especial por esse tema: imortais. Mas sempre espero que expliquem como tal pessoa se tornou tal coisa. Nesse livro explica isso?
    Fiquei curiosa sobre o Reyn e a Nasty... hm. Quer dizer... Fiquei curiosa sobre toda a história, e também wth um ovo tem a ver com isso... kk

    ResponderExcluir
  18. Achei a sinopse e a resenha muito parecidas com a série Os Imortais da Alyson Noel, mas vou dar um voto de confiança pra essa série também.. deve ter lá suas diferenças. ótima resenha :)

    ResponderExcluir