Resenha - Um Gato de Rua Chamado Bob - James Bowen

escrito por Rafael Fernandes

Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 240
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: 3 de 5

Sinopse
Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Resenha:
Eu tenho um grande fascínio por gatos, principalmente porque a companhia que eles nos fazem é inquestionável. Ao pegar "Um Gato de Rua Chamado Bob" para ler pude perceber milhares de situações no qual eu me senti dentro do livro, vivenciando a história do gato Bob e algumas vezes atuando como James. Realmente um livro que nos toca, emociona e edifica totalmente a alma.

O livro conta a história do gato de rua Bob e seu dono James Bowen (autor do livro), no começo parecia mais uma biografia, mas por fim percebi que se tratava de um relato emocionante. Tudo começa em 2007 nos principais bairros de Londres. James estava na reabilitação, tentando se livrar do vício da heroína, sua vida nas ruas era uma rotina chata que para ele tanto faz tanto fez, até que um dia ele encontra Bob, todo sujo e maltratado, sem dono e sem destino. James sabia lá no fundo que Bob era um gato de rua, a história dele é enigmática, mas depois de um tempo ele se apaixonou por ele, o registrou como seu dono (ou família) e tão logo estava fazendo companhia nas ruas, visto que Bob adorava ficar no pescoço de James.

Ninguém estava interessado em mim, é claro. A primeira coisa que diziam quando nos viam novamente era: "Como Bob está hoje?". Ninguém nunca perguntava como eu estava. - Página 151

A relação dos dois é de pai e filho, James cuida de Bob e Bob cuida de James, como se cada um se apoiasse no outro quando precisasse. James tem uma dedicação especial para com o gato, essa atenção tão estranha entre os dois me incomodou algumas vezes, acho que hoje em dia é difícil gato se entrosar tanto assim com nós, seres humanos. Mas Bob é um gato especial e inteligente, seu passado é um mistério para todos os leitores, como já disse, mas isso não importa muito, James não liga para isso também, os dois estão juntos agora, crê ele pela força do destino.

Uma história sobre amizade que nos faz acreditar que o amanhã será melhor. Sabemos que tem as dificuldades, as crises e etc., mas uma coisa que não podemos deixar de fazer é de ser humilde. Bob não fala, ele só existe e se movimenta, suas atitudes e sua figura é que o faz ser especial, ele é humilde também porque reconhece que precisa de James, assim como ele também precisa de Bob.

Talvez por se tratar de um relato o livro não tenha me agradado tanto quanto previ, sou mais do tipo emocional, o livro em si foi feito para emocionar, claro, mas eu não consegui me envolver com a história. Achei o final bem rápido e torci nas últimas páginas para que eu fosse ter uma "convulsão" de choro, mas não. Talvez com outros leitores a sensação ao terminar o livro tenha sido diferente. O que acho legal destacar para que os leitores saibam, é que o livro não trata só da história do Bob em si, mas engloba com a de James que é a que tenta nos emocionar mais.

Os gatos são notoriamente exigentes a respeito de quem eles gostam. Se um gato não gosta do dono, ele sai e encontra outro. Gatos fazem isso o tempo todo. - Página 84

Vale a pena ler? Sim, vale. Só não vai com muitas expectativas assim como eu, é um livro curto e fácil de ler, James escreve com maestria em 1ª pessoa e nos faz sentir dentro da história. Um livro que eu recomendo para todos os tipos de leitores, seja você criança, seja você adulto, posso até estabelecer que este é um livro pra toda família. 


9 Comentaram:

  1. Amei conhecer o Bob e James e me emocionei com o relato de reencontro e superação de James ao se envolver com Bob.

    Sinceramente, torci para não me derramar em lágrimas no final, isso com certeza seria sinônimo de tragédia e felizmente, Bob está entre nós para contar sua história através de James.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minhas emoções fugiram não sei para onde...

      Excluir
  2. Oi, Rafael!!
    Amo bichinhos e por isso acho que vou amar o livro.
    A história de James e Bob é linda, emocionante e teve um final feliz, né?
    Ele já está na estante, esperando sua vez de brilhar e ser lido. hehe
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      O final é feliz sim Kellen, uma pena não ter me agradado tanto como gostaria.

      Excluir
  3. Ainda não li, mas parece ser um livro muito emocionante, com uma história de vida linda.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que quando vi a capa, imaginei uma história completamente diferente do que realmente é. Nesse momento, não sei se leria, pois não sou muito fã desse tipo de livro. Quem sabem em um futuro bem distante, né?!?!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dom. Espero que tenha oportunidade de ler, tenho certeza que vai gostar.

      Excluir
  5. Olá, Rafael.
    Não tinha ideia que o livro era tão emocional, me agradei saber isso. Não tenho muito contato com gatos, mas tenho dois cãezinhos que peguei na rua e sei como um animal é capaz de mudar sua vida e de nos trazer felicidade.
    Mais um livro para minha lista de próximas leituras. ahah
    Abraços

    ResponderExcluir