Resenha - Maçãs Envenenadas - Lily Archer

escrito por Rafael Fernandes

Maçãs Envenenadas
Autor: Lily Archer
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: 4 de 5

Sinopse
O que Alice Bingley-Beckerman, Reena Paruchuri e Molly Miller têm em comum é que todas são enteadas de madrastas horríveis, perversas e cruéis. E nenhuma delas vive feliz com essa situação. Embora pareça improvável que sejam amigas, esse problema em comum poderá provar o contrário. Para impedir que os pais continuem enganados com as escolhas amorosas, as meninas se transformarão nas "MAÇAS ENVENENADAS'.

Resenha:
Maçãs Envenenadas não se trata de nenhuma releitura de qualquer conto de fadas, até que pela capa alguns podem-se enganar um pouco, o livro aborda a história entrelaçada de 3 meninas: Alice Bingley-Beckerman, Reena Paruchuri e Molly Miller. Elas possuem algo muito em comum, suas madrastas são más.

Vamos conhecer cada uma delas e suas respectivas madrastas:

Alice Bingley-Beckerman (Alice) é uma garota tímida, possessiva e algumas vezes mimada, imagine uma adolescente de 15 anos no alto da puberdade, seu pai Nelson Bingley-Beckerman, um renomado escritor foi tomado apaixonadamente pela R. Klausenhook, uma atriz poderosa da Broadway.

Reena Paruchuri (Reen) para os íntimos é uma garota popular, algumas vezes chata, outras vezes exibida, sua etnia é indiana, tem um irmão chamado Pradeep no qual todas as suas amigas tendem a se apaixonar por ele. Já seu pai, Rashul Paruchuri, um belo cirurgião cardíaco acaba se apaixonando por Shanti Shruti, uma professora de ioga. Reena odeia ioga.

Molly Miller (Molly) é uma garota nerd, meio lerda e emotiva, ela adora ler dicionários e livros assim como nós. Seu pai Herb Miller, dono do único restaurante da cidade se apaixona pela garçonete Candy Lamb. Molly tem 3 irmãs, Spencer, sua irmã de sangue e duas do casamento anterior de Candy.

Logo depois quando as mesmas são mandadas ao internato Putnam Mount Mckisney (PMM), por destino descobrem que têm madrastas muito más em comum, em seguida acabam criando o grupo Maçãs Envenenadas com o intuito de tomar controle de suas ações e não deixar mais que suas madrastas venham decidir sobre suas vidas.

Um livro divertidíssimo, a percepção que tive ao ler o livro é que eu estava assistindo tudo de perto, talvez eu até tenha imaginado ser um amigo da popular Renna e seu estilo idiota de ser, ou outras vezes amigo de Molly, confesso que adorei ela, faz meu tipo sabe, nerd.

A escrita é em 1ª pessoa, intercalando as vozes, o que se pode saber é que em cada capítulo mostra quem está no comando citando o nome da personagem como capítulo.

Sei que o intuito do livro é diversão, é fato, mas o que consegui captar pelo livro foi a corroboração de que madrastas são más até o fim da vida de suas enteadas e também que estão em todos os lugares, não há misericórdia, não há sentimento de pena, e as enteadas devem comer da maçã assim como no conto de fadas, aliás, vale lembrar que não existem príncipes encantados em Maçãs Envenenadas, essas garotas suam a camisa, trabalharam pesado para se levantar do furação que suas madrastas deixaram em suas vidas. O que o livro poderia sugerir é que existem também madrastas boas, ou que colocassem uma personagem extra detalhando uma madrasta boa. Assim, pelo menos ninguém ficaria imaginando todas as madrastas do mundo como más.

Em suma, é um livro rapidinho de ler, não me acrescentou em nada, mas achei leve e fofo. Recomendo pra todos que gostam de livros do infanto ao juvenil, ou que gostam de um final com gostinho de quero mais.


33 Comentaram:

  1. Achei bem legal esse livro e estava pensando em ler. Parece ser bom, a história chama atenção.

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana..rs
    Acho que é a segunda resenha que leio sobre esse livro e mesmo não sendo assim, um estilo que curta ao extremo, sempre faço questão de ler esses livros que não acrescentam muita coisa, mas que tem o estranho poder de nos divertir e entreter.
    Talvez seja essa no fundo, a intenção de quem escreveu o livro né? Apenas divertir.
    Madrastas...um assunto que sempre gera controversia né?
    Umas acabam sendo até bacanas, outras...Mas...é a vida e é preciso saber lidar com todas as situações e madrastas/boadrastas..rs
    Gostei da dica :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. É exatamente isso que eu sinto, ENTRETENIMENTO. 
    Pela capa já dá pra perceber isso. O problema é que no livro rotula muito a palavra madrasta, e não sendo como boa, mas mais como sendo má. Fiquei triste com isso, mas não reforcei tanto na resenha.
    Espero que leia, dei boas gargalhadas.

    ResponderExcluir
  4. As protagonistas parecem bem interessantes, gostei da trama.

    Também que deveria ter uma personagem para tirar esse estigma que toda madrasta é terrível, aff!

    Bjo.

    ResponderExcluir
  5. Não tinha lido nada sobre este livro, mas achei super divertido e engraçadinho! Uma nova abordagem de um "fato" tão utilizado nos contos de fadas.
    Acredito que o livro não tem o intuito de afirmar que todas as madrastas (da vida real) são más. É só uma livro de ficção. Madrastas podem ser boas ou más, mas isto não tem nada a ver com ser madrasta, tem a ver com o tipo de pessoa que ela é.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa tenho que ler urgentemente !!! Adorei mesmo a resenha , arrasou como sempre Rafa!

    ResponderExcluir
  7. Parece um livro bem divertido, fiquei curiosa!
    Pelo título, eu achava que era mais uma releitura de clássico... mas pelo jeito não é, né? É um tipo de leitura que eu provavelmente gostaria de ler, vai pra listinha!
    Bjus!!

    ResponderExcluir
  8. Achei bem interessante a resenha, e confesso que antes de ler a sinopse e a resenha achei que se tratava de uma versão moderna do conto de fadas. A resenha é bem legal e eme deixou com vontade de ler :)

    ResponderExcluir
  9. Oi, eu também achei quando peguei pra ler... Mas surpreendeu um pouco, até que de um jeito a maçã tem algo a ver com contos de fadas...

    ResponderExcluir
  10. Sim Paty, divertidíssimo.
    Espero que leia, muito bom.

    ResponderExcluir
  11. Entendo seu ponto do vista, o que eu quis dizer na resenha é que senti uma rotulação para madrastas más,  por isso reforcei isso no penúltimo parágrafo sugerindo um novo personagem que desmistificasse  isso.

    ResponderExcluir
  12. Oi, ainda bem que você concorda comigo. ^.^
    Eu tenho madrasta e ela não é má.

    ResponderExcluir
  13. Sabe que é a primeira resenha que leio desse livro? Até agora nem fazia ideia do que se tratava mas achei a ideia original, diferente. Afinal são madrastas más sem serem de contos de fadas ... rsrs acho que deve ser bem bacana conhecer as tramas das meninas para se livrarem delas. Parece mesmo um livro divertido, apesar de você dizer que não acrescentou nada. Mas de repente vale a distração, não é?

    ResponderExcluir



  14. Nunca fui fã de madrastas, definitivamente não me dou bem, mas
    apesar dos pesares, daria uma chance ao livro, gosto de livros infanto-juvenis, são tão agradáveis
    de ler. Leituras rápidas são bem-vindas nos dias atuais. Gosto de livros que intercalam as narrativas. É bom
    ver o ponto de vista dos outros personagens, apesar de que no livro o problema
    são as madrastas. Adorei a resenha, e espero ter uma chance de ler o livro.



    http://sobreimportancias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Digo o contrário. Madrastas tem de todo tipo...
    E aliás o livro é super gostoso de ler. Essa intercalação deixa um suspense no ar, quando vai para o outro, isso me deixa louco.

    ResponderExcluir
  16. Oi Vani. 
    Eu no começo rotulei, mas fiquei com pena das madrastas em uns momentos, mas de qualquer forma a gente acaba torcendo pelas meninas... '-'
    Vale super a pena.

    ResponderExcluir
  17. Assim como muitos, pelo titulo pensei que fosse um conto de fadas moderno. Ledo engano. A história parece interessante, apesar da descrição das duas personagens não me agradar muito, o que também não me impediria de ler o livro se eu pudesse. 
    Concordo com você, deveriam ter colocado alguma outra madrasta ou algo assim, mas... 

    (:

    ResponderExcluir
  18. Pois é Geh, eu até que gostei dos personagens, mas sempre com aquela expectativa de querer mais sabe...

    ResponderExcluir
  19. Resenha simples mas bem trabalhada .. eu adorei e espero ter a chance de poder ler esse excelente livro ^^

    ResponderExcluir
  20. Eu tinha uma ideia completamente diferente desse livro. Achava que era só de contos, acredita? rsrs
    A história parece legal, gostei do fato de ser uma leitura rápida. Adoro!

    Bjs, Kel - www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  21. Eu estou  tão tipo desejado esse livro que já coloquei no blog no skoob e talz.. Só penso nele não sei o que houve kkkk ele e o proximo da lista aq E quando vi sua resenha abri um sorris enorme parabéns adorei :D

    euvivolendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Parece ser fofo demais para o meu gosto, eu até gosto de uma leitura assim de vez em quando, mas não é muito o meu estilo.

    ResponderExcluir
  23. Oi,sua resenha me deixou curiosa para descobrir o que acontece no final,nossa parece um conto de fadas moderno com algumas peculiaridades:  amizade,irmãs,madrasta,vingança...Três amigas que dividem algo em comum: tem madrastas "horríveis, perversas e cruéis".
    Cansadas dessa situação resolvem se transformar e daí que vai ficar interessante o livro,diversão garantida com uma leitura leve e bem humorada. Super curiosa para descobrir o que acontece no final.

    ResponderExcluir
  24. Parece ser realmente bom! Tava namorando a capa do livro ha bastante tempo no skoob. Adoro releituras...

    ResponderExcluir
  25. Realmente, pelo titulo, eu também pensei ser um conto de fadas moderno. Mas não é.  Sem duvidas, vou me identificar mais com a Alice, pois eu também sou tímida, possessiva e mimada rs. Enfim, eu gostei da capa do livro, da sinopse, e ainda mais da sua resenha, ficou ótima. Adoro livro infanto-juvenis. Gostaria de ter esse livro na minha estante :)

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  26. Achei bem interessante a resenha, e confesso que antes de ler a sinopse e a resenha achei que se tratava de uma versão moderna do conto de fadas. A resenha é bem legal e eme deixou com vontade de ler :)

    ResponderExcluir
  27. Apesar de não ser uma releitura de contos de fada, só o fato de existir garotas com madrastas más explica o porquê do título né kkk Me animei imediatamente depois de ler a resenha, parece ser bem interessante mesmo ^^ Entrou na minha lista de desejados!


    Bjs
    @tibiux

    ResponderExcluir
  28. Nunca tinha lido nunhuma resenha do livro, nem sinops, nada. Mas já tinho visto ele por aí.
    Achei a capa fofa e a história parece bem leve e divertida. Acho também que não ficou legal retratar as madrastas más, como um todo.


    Ótima resenha, bjs.

    ResponderExcluir