Resenha - Desperte Comigo - Linda Howard

escrito por Rafael Fernandes

Desperte Comigo
Título: Desperte Comigo
Autor: Linda Howard
Editora: Harlequin
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: de 5

Sinopse
O acidente que deixou Blake temporariamente sem sentir as pernas também havia roubado sua vontade de viver. Seria necessário uma mulher cuja alma estivesse tão paralisada quanto a dele para trazê-lo de volta à vida. Dione Kelley era sua última chance... Ela sabia disso, e entendia o desafio que o caso dele apresentava. No entanto, o que ela não imaginava era que, ajudando Blake a superar a desilusão e recuperar as forças, ela pudesse expor as próprias dores e despertar a cura de si mesma…

Resenha:
Essa foi uma leitura super prazerosa e rápida, coisa comum nos livros da Harlequin.

Desperte Comigo conta a história de Blake e Dione. Blake é um cadeirante, ficou assim após um acidente. Depois disso, começou a ficar mimado pela sua irmã Serena, que adula muito ele. Ambos tem o mesmo gênio, no sentido de ser. E no entanto Blake já não é a mesma pessoa quando Dione chega e apresenta seus dons terapêuticos à ele. Blake não aceita a nova terapeuta de maneira alguma, assim como não aceitou às anteriores.

O marido de Serena, Richard, que inclusive trabalha com Blake, foi quem a contratou, pois sabia dos dons de Dione tinha para fazer pessoas que passaram pela mesma situação que a dele a andar. Mas a contratou mais por ver que a mulher estava muito distante do lar, já achava que seu casamento estava se acabando, se deteriorando...

Dione, no seu auge dos 30 anos tem um passado perturbador. Talvez por isso ela seja muito durona e firme em seus compromissos, pois disse à Blake que só sairia dali quando ele estivesse andando, ou mesmo de muleta pelo menos. E até o final do ano já voltaria a trabalhar com o irmão de Serena, segundo às previsões da terapeuta.

Os resultados foram aparecendo, depois de grande luta tanto da terapia, como do esforço de Dione em lhe ajudar nas massagens, exercícios e alimentação é que se percebe a mudança. Até no primeiro dia ele estava só o osso. Só quando se passa algumas semanas é que se percebe alguma diferença.

O destaque do livro não é ver o milagre de Blake andando, é um romance com esse toque sexy. Dione poderia se apaixonar por um paciente? Ela passaria pelas leis de ética perante seu trabalho? Acontece um beijo... Blake quer ir além, ele mudou muito desde o começo, e quer firmar compromisso com ela.

A leitura não fica enrolando na demora pelo sucesso da terapia, pelo contrário, faz lá sim seus destaques, mas prioriza os desejos e partes mais importantes para conclusão do livro, que confesso que foi digna de Hollywood. Fim tudo a ver com a capa.

Foi uma leitura gostosa, é um livro de banca, então dá pra ler rapidinho. Há cenas calientes... Por isso recomendo sempre esses romances para jovem-adultos. Talvez Desperte Comigo faça seus nervos explodirem  a flor da pele. Linda faz nossos corações baterem junto com o dos personagens, principalmente pelo da de Dione. Que mesmo relutante sabe que ama Blake. Ambos conhecem seus defeitos, e nada parece separá-los, nem mesmo o tempo ou a distância.


20 Comentaram:

  1. adoro livros quentes né?! PRECISO LER ESSE RAFA , amei sua resenha ! nota 10 !

    ResponderExcluir
  2. Com certeza Allana. ^^
    É muito bom, acho que vai ter sorteio.
    Valeu.

    ResponderExcluir
  3. Alô, rafa!
    ótima resenha, em primeiro lugar xD
    Assim que vi a capa pensei "livro de banca". Daí você disse no final rs
    Não posso julgar, porque nunca li livros assim, mas confesso que tenho um pouco (mas só um pouquinho mesmo) de preconceito com esses livros. Tive a oportunidade de ler, uma vez, um livro que, inclusive, é uma auto-biografia, cuja história foi quase completamente engolida pelas narrativas de sexo e tal. Não gosto muito disso, essa versão-porno-celulose. Não que esse livro seja assim, pois a trama tem uma proposta bem legal, e parece ser um belo romance.
    Mas, se as cenas calientes forem apenas cenas calientes que apenas complementem o enredo, então tá ótimo =)
    Prometo que vou me livrar desse preconceito e ler um livro de banca e resenhar.

    Só pra saber, suas resenhas são muito top de linha! Tô aprendendo a revisar muito antes de postar, então, em breve minhas resenhas serão impecáveis igual-quenem as suas xD

    abração! Fica na Paz!

    Pedro Almada - Inspirados, O Berço das Grandes Ideias!
    http://inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. vish, apenas repetindo palavras mil vezes, mas ok rs vc entendeu xD

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha.
    Essa capa já dá uma ideia do que podemos encontrar lendo o livro... rs Típicos desses livro.
    Nem tenho muito o que dizer sobre a história, apenas que, pelo que li, merece ser lida. Sem falar que já li muitas vezes o nome "Linda Howard" por essa blogosfera... Deve ser boa autora.
    (:

    ResponderExcluir
  6. Eu também já ouvi falar. E apesar disso acho que o gênero faz sentido com o estilo da escrita dela.


    Se já leu um livro de banca vai se encantar com esse claro.
    rs


    Capa linda, mas book soooooooooooooo small! kkk

    ResponderExcluir
  7. Qnts páginas? o.o
    Claro que já li livros de banca, hehe

    ResponderExcluir
  8. Sim, ainda bem que só complementa. Não julguemos por "50 tons". Todos tem la seus preconceitos em todo tipo de coisa... Eu também reviso, olho de novo. Mas sempre tem erros, tem que olhar toda hora possível.
    Mt obg pelo que nem as suas... fico felizão. suas resenhas também acho dignas.

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha Rafa! Gosto dos romances da Harlequin, e fiquei bem interessada por Desperte Comigo. Além de ter uma romance bem trabalhado, faz parte da série Rainhas do Romance, que é ótima! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Não sou muito chegado em romances, a resenha ficou legal, mas não sei se eu iria gostar, me pareceu um livro normal.
    Marquinho

    ResponderExcluir
  11. Passando para dizer que o blog está muito legal e que estamos seguindo. Segue de volta?


    http://elasleram.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Desde que vi essa capa queria muito ler este livro, pois a capa é assim meio q sugestiva..rsrs
    E como gosto de um livro quente e esse é caliente já esta na listinha e este embate paciente/terapeuta é sempre digno de se ler.

    ResponderExcluir
  13. Míriam Laís Elert22 de agosto de 2012 13:42

    Gosto desses livros "de banca" são rápidos de ler e prendem muito a atenção, pois quando o livro é muito extenso acabo me desanimando com a leitura. Pela resenha vejo que esse é um livro do qual eu poderia gostar, espero ter a oportunidade de ler ele logo.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Rafa! Eu estou super curiosa para ler esse livro. Ele parece ser um romance diferente dos comuns que lemos por aí. Boa resenha!
    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nenhuma obra dessa autora e, pra falar a verdade, nunca li nenhum livro "quente" assim. Pareceu bem legal, já que não é um romancinho bobo, mas envolve não só a doença física de um, mas a doença emocial de outro, que às vezes é muito mais limitante do que algo físico.

    ResponderExcluir
  16. Eu também já ouvi falar. E apesar disso acho que o gênero faz sentido com o estilo da escrita dela.


    Se já leu um livro de banca vai se encantar com esse claro.
    rs


    Capa linda, mas book soooooooooooooo small! kkk

    ResponderExcluir
  17. Ótima resenha.
    Essa capa já dá uma ideia do que podemos encontrar lendo o livro... rs Típicos desses livro.
    Nem tenho muito o que dizer sobre a história, apenas que, pelo que li, merece ser lida. Sem falar que já li muitas vezes o nome "Linda Howard" por essa blogosfera... Deve ser boa autora.
    (:

    ResponderExcluir