é tanta emoção que a gente fica besta

escrito por Rafael Fernandes

Eu não sei porque eu comecei o título com 'é' minúsculo, tanto faz, é verdade recíproca, no entanto nada que mude minha vida. Estou num domingo maravilhoso, trabalhando, cantando, ouvindo a missa do Padre. Mas o que eu queria mesmo sinceramente era estar em casa dormindo...

 
Não vim aqui pra reclamar, não gente, longe disso, até porque tenho família e amigos pra isso. O que quero mesmo. Hoje. É apresentar minhas divagações que começo a escrever a partir de hoje, é claro que ninguém é obrigado a ler nada. Faço isso com o intuito de mudar a cara do meu blog. Não só para resenhas. Pois se é um blog pessoal. Qual é a graça de se só ler resenhas e novidades literárias? Mas Rafael, mas por que logo hoje lhe bateu essa ideia? Ideia! 

image
Surgiu a ideia e eu queria tirar a rotina do blog, só isso, já que com esses meus devaneios eu posso postar todo dia e não deixar o blog tão vazio durante a semana enquanto se espera resenhas e novidades... Bom, já que estou aqui, vou contar o que estou lendo. Peguei 'Renato Russo: O Filho da Revolução', e não estou curtindo tanto quanto gostaria. O autor Carlos Marcelo parece historiador, sei lá o nome que se dá pra quem cita muitas partes da História do Brasil numa biografia. Isso não se pode considerar spoiler, sei que Renato é um ídolo pra muitos e alguns o odeiam, eu estou lendo o livro, sei disso. Começa a vida no meio de conflitos políticos... Coisas comuns que se pode esperar. Gostei mais até agora foi das influências que o personagem principal sofre ao longo da história, com cantores marcantes do rock internacional. Supracito Lake & Palmer. Sua banda preferida. ^^

O devaneio de hoje seria uma poesia ou um soneto ou até um conto, quem conta um, sempre aumenta um ponto, não é verdade? 

Vou me embora, mas quero ficar, queria ficar mais, não suporto tanto vazio, você estava aqui e agora já não estava mais, por que estás tão fria comigo? Já não bastava ter ido embora, quer tirar todo colorido do meu coração? Tira. Alguém haverá de colocar mais vermelho nele. Se você quer trezentas cartas eu não darei, minha saudade será seu sofrimento, você quer isso! Não toquei em nada pra dispuser de tal ceifa. Você é culpada, e não a culpo só pela minha dor, mas por todas as desgraças que ocorreram no mundo até hoje. Tchau vida ingrata, e bem vindo Nova Organização Mundial da Paz.

Não me censura pelo devaneio de hoje, é obra da minha mente. Implica com ela. Sei que sou dono dela! Sim. Meu cérebro é tolo, mas sabe se comportar. Eu vejo que leu até aqui, não custa comentar, não é verdade? Adoro receber comentários, parece que estou com leitores jovens me ajudando a identificar meu ser estranho a se conhecer. Sim, minha concepção é de que todos somos estranhos, já que se eu perguntar agora pra você ' Quem é você?', você vai enrolar e enrolar e não vai saber dizer quem és... Por isso é bom divagar um pouco e descobrir o que seu cérebro pode falar sobre você.


5 Comentaram:

  1. Quem eu sou? 'Uma capricorniana que "tem poucos amigos porque padece dessa espécie de anti-sociabilidade". "Vive num lugar entre cedros e carvalhos, situado em meio a lugar nenhum e cruz credo". Para completar, sua vida entra constantemente em um campo de improbabilidade infinita... Ou algo parecido.'
    Sim estou enrolando...
    Acho válidos esse momentos, pois como você mesmo disse, é um blog Pessoal.
    Sem palavras para a poesia/soneto/conto de hoje.
    ...

    ResponderExcluir
  2. Quem eu sou?! Só sei que nao SOU. Eu sthéfanie. :)


    Bacio, Selene Blanchard

    MODA E Eu

    Modaeeu.blogspot.com

    Espero sua visita

    ResponderExcluir
  3. Eu?Quem sou eu? Ah, eu não sou uma metamorfose ambulante, não sou popular, nem tenho vivido da maneira como queria, não aproveito meu tempo ao máximo, nem sou alto ou baixo, nem tenho planos pro futuro, nem pra daqui a cinco minutos! Eu sei que eu não sou muita coisa.
    Eu sei exatamente o que eu sou, o difícil dessa frase é que admitir pra nós mesmos quem somos implica aceitar defeitos que, para o resto do mundo, juramos que não temos.

    ótimo post, cara! Parabéns! É sempre bom mesmo dar um novo rumo ao post =)

    Pedro Almada - Inspirados, O Berço das Grandes Ideias!
    http://inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Você por aqui... A gente muda toda hora mesmo, até nossos gostos... Valeu amigo. ^^

    ResponderExcluir