Resenha - Estilhaça-me - Tahereh Mafi

escrito por Rafael Fernandes


Estilhaça-me
Título: Estilhaça-me
Autora: Tahereh Mafi 
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: 5 de 5

Sinopse:
Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Resenha:
Li esse livro rapidamente, até mesmo porque a sinopse me chamou a atenção desde o surgimento dele na mídia e seu lançamento. E fiquei mais interessado por saber que os direitos de adaptação foram comprados pela Fox, já estou ansioso para ver o distópico nas telinhas.

O livro retrata de forma crítica a sociedade por busca de sua própria ganância, a vida dos vegetais e outras comidas, a água, calor, vento não são mais os mesmos e são todos controlados rigidamente. E o pior é que livros foram destruídos, a comunicação mal podia se estender, esse mundo futurístico pareceu para mim o inferno ao invés da maravilha que nós poderíamos imaginar.

Juliette tem 17 anos, vive num manicômio, com um poder letal, pois tudo o que toca pode morrer, e ninguém e nem seus pais tem o prazer de conviver com ela. Sinto pena dela, sinto a solidão que ela sente por essa coisa que repugna muitos personagens.

Trancafiada até que O Restabelecimento faça alguma coisa a ela, decidem que ela seja uma máquina de tortura, embora ela não gostasse de fazer isso, e ela luta contra eles e contra os inimigos.

Já citando a capa linda e muito bem convidativa para ser lida, Estilhaça-me tem uma narrativa fácil e muito bem engajada, como o livro é narrado em 1ª pessoa pela própria Juliette muitos podem aceitar mais o livro, visto que terão que torcer por ela até o fim, e ficar lendo seus sentimentos nos piores e melhores momentos da vida dela.

O livro conta o passado e o presente de Juliette, ambas refletem o amor impossível dela com Adam, um cara forte e charmoso.

Teve partes que me diverti demais, e só lendo para rir e averiguar minhas palavras, mas é tudo demasiado, deixando o mais leve e suave durante a leitura.

Lembrei bastante de X-Men, e já vi muita gente fazendo comparações com o HQ, já que o poder de Juliette é uma arma mortal, que pode ser usada para o bem ou para o mal. Gostei de tudo no livro. Impossível para de ler. Leiam!


2 Comentaram:

  1. nossas resenhas ficaram definitivamente distintas rs , o negocio do X-Men eu tbm achei parecido , espero que no proximo livro ela amplie mais esse ponto da historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lembrei por causa de umas resenhas que li antes e comparei assim que terminei a leitura, demais isso.

      Excluir