Resenha - O Diário de Suzana para Nicolas - James Patterson

escrito por Rafael Fernandes

O Diário de Suzana para Nicolas

Título: O Diário de Suzana para Nicolas
Título original: Suzanne's Diary for Nicholas
Editora: Arqueiro
Autor: James Patterson
ISBN: 9788580410273
Gênero: Drama
Número de páginas: 224
Nota: 5 de 5.
Sinopse:
Depois de quase um ano juntos, o poeta Matt Harrison acaba de romper com Katie Wilkinson. A jovem editora, que não tinha qualquer dúvida quanto ao amor que os unia, não consegue entender como um relacionamento tão perfeito pôde acabar tão de repente. Mas tudo está prestes a ser explicado. No dia seguinte ao rompimento, Katie encontra um pacote deixado por Matt na porta de sua casa. Dentro dele, um pequeno volume encadernado traz na capa cinco palavras, escritas com uma caligrafia que ela não reconhece: “Diário de Suzana para Nicolas”. Ao folhear aquelas páginas, Katie logo descobre que Suzana é uma jovem médica que, depois de sofrer um infarto, decidiu deixar para trás a correria de Boston e se mudar para um chalé na pacata ilha de Martha’s Vineyard. Foi lá que conheceu Matt. E lá nasceu o filho deles, Nicolas. Por que Matt teria lhe deixado aquele diário? Agora, confusa e sofrendo pelo fim do relacionamento, é nas palavras de outra mulher que Katie buscará as respostas para sua vida. O diário de Suzana para Nicolas é uma história de amor que se constrói ao virar de cada página. Cada revelação é mais uma nuance sobre seus personagens. Cada descoberta é um fio a mais a ligar vidas que o destino entrelaçou. Pra mim, "O Diário de Suzana para Nicolas", foi o livro mais emocionante que já li em 2011 até agora. Sou bem suspeito pra falar de livros que me prendem desde o início, portanto, levem em consideração a minha posição, de se emocionar fácil com finais inesperados.


Resenha:
Um livro que dá pra ler numa tarde, mas eu preferi passar dois dias lendo ele numa calma só, porém quando passo meus dedos nele e vejo a história toda se desenvolvendo, e o fato de Katie ter sido largada de seu par perfeito, e que uma história contada brevemente num diário, poderia mudar toda sua vida, pra mim era totalmente loucura, mas no final tudo fez sentido, e então eu fui aprendendo com a Suzana e com Katie.

Katie estava obcecada pelo encantador Matt, ambos os vejo com seus mais de 30 anos, tipo meus pais na modernidade, só consigo pensar assim. Eu queria viver um amor assim, sem medo do amanhã, mas foi triste ver que ele a largou assim, do nada, sem explicação, até eu ficaria como Katie, no lugar dela, mas aí aparece esse diário pra ela ler, ela quer saber o que aconteceu, ela quer descobrir por quê Matt a deixou.

Mas lendo o diário de Suzana, foi como se uma faca de dois gumes entrasse no meu coração e fizesse eu aprender o que é o amor sem dó, o que é o amor Pai e o que é o amor? Eu ainda não sabia o que era o amor, até terminar de ler "O Diário de Suzana para Nicolas". 

Não quero falar mais sobre o amor, porque acabei me infiltrando muito na história, porque depois que ela começa a ler, é como se umas mil chuvas de meteoro começasse a cair na minha cabeça, e perderia a graça da sua leitura. Mas o mais importante da minha leitura, foi que descobri que na vida você é um malabarista - ou seja - tem-se 5 bolas, as bolas se chamam trabalho, família, saúde, amigos e integridade. Quando Suzana, cita Nicolas, ainda dentro de sua barriga, uma história que um amigo contou pra ela e fala pra ele, através do Diário: Pra manter cada bolinha no seu devido cuidado, é você que toma as rédeas, e decide se é a família que é a bola de vidro ou o trabalho como bola de borracha, num vai e vem de felicidade temporária, uma hora a bola cai, mas não podemos deixá-la quebrar ou machucar, se acontecer, temos que passar curativo, essas coisas. 

O livro pra mim foi infinito de significados, com passagens de arrancar lágrimas do coração de pedra, bem gelado. É uma leitura leve, pausada, com breves capítulos, não cansativa, breve, muito breve, com troca de personagens em 1ª pessoa, por isso senti confiança desde o início da prosa com nós leitores. Realmente "O Diário de Suzana para Nicolas" mereceu o 1º lugar na lista do New York Times. Patterson tornou meu mundo melhor, fez com que eu enxergasse o que é o amor. Enfim, não quero mais falar sobre o amor, quero apensar refletir o que é o amor.
"Boas lembranças são como talismãs, Nicky. Cada uma delas é especial. Você as coleciona, uma a uma, até que um dia olha para trás e descobre que elas formam um longo cordão colorido." página 65
Sobre o autor:
James Patterson é hoje um dos autores mais vendidos no mundo inteiro. Seu livro de estréia The Thomas Berrynan Number ganhou o Edgar Award de melhor romance policial. Foi publicado em 1976, depois de recusado por mais de 20 editores. O autor iniciou então uma série de best-sellers, incluindo os seis livros com o personagem Alex Cross, um detetive-psicólogo. Antes de se tornar um escritor em tempo integral, Patterson trabalhou na área de Publicidade por muitos anos. Foi presidente da J. Walter Thompson, North America, de 1990 a 1996. Estudou no Manhattan College e depois na Vanderbilt University. Vive atualmente em Palm Beach, Flórida, com a mulher e o filho.

Livro resenhado por parceria da editora


13 Comentaram:

  1. Olá! Estou com o livro pra ler, mas já assisti ao filme, eu acho, porém faz tempo! Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  2. Incrível como um livro pode mudar certas pessoas!  Pelo jeito foi escrito para você :)
    Achei muito legal a parte que você cita que "o mais importante da minha leitura, foi que descobri que na vida você é um malabarista - ou seja - tem-se 5 bolas, as bolas se chamam trabalho, família, saúde, amigos e integridade."

    Parabéns pela ótima resenha! :)

    Tschüss

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Thi, e desculpa a intimidade pelo "Thi", sou assim mesmo! Realmente o livro foi feito pra me tocar! Obrigado novamente!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, o livro parece ser bem interessante! Afinal de contas, o que é o amor?

    ResponderExcluir
  5. Que bom que gostou! ^^
    É interessante mesmo, muito!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha. Fiquei ainda mais ansioso pra ler o livro! :D

    ResponderExcluir
  7. estefania oliveira2 de dezembro de 2011 19:02

    Os livros do James são realmente ótimos, e pela sua resenha esse é bem emocionante também. Adorei a resenha!
    Beijos s2

    ResponderExcluir
  8. Comecei a ler esse livro hoje e li 160 páginas em menos de 2h... não preciso dizer mais nada né ! Sua resenha está incrivél ! 

    ResponderExcluir
  9. Ah, adorei a resenha Rafa! To sem tempo de ler esse livro, mas assim que der, vou *-* Tenho certeza que vou gostar, ainda mais depois de ler o que voc escreveu né k
    Beijos :**

    ResponderExcluir
  10. Ótima resenha! Só Deus sabe o quanto eu quero ler esse livro... ^^
    Sempre fico fascinada quando leio uma resenha e o blogueiro comenta sobre as '5 bolas'. Achei a filosofia incrível!  *-*

    ResponderExcluir
  11. Amei ler O Diário de Suzana para Nicolas! Chorei, ri, me emocionei! O final fica passando pela minha cabeça que me dá até vontade de chorar (de novo). Também li o livro em dois dias. Apesar do primeiro dia ter lidos poucas páginas, no segundo dia não consegui desgrudar os olhos do livro. James Patterson escreveu uma história brilhante. Virei uma super fã do autor.
    Amei a resenha! Quem não tinha vontade de ler, com certeza tem agora. Parabéns!
    Bjoos

    ResponderExcluir
  12. Gente, esse foi um dos livros que li mais rápido, acho que foi em um dia.. não consegui larga-lo. enfim, eu sempre choro no final e com esse não foi diferente. Amei esse livro! Me parece um pouco com os livros do Nicholas Sparks que eu amo tbm! ótima resenha.

    ResponderExcluir