Resenha - Então, Conheci Minha Irmã - Christine Hurley Deriso

escrito por Rafael Fernandes

Autor: Christine Hurley Deriso
Editora: Gutenberg
Páginas: 240
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: 4 de 5

Sinopse:
Summer Stetson não conheceu sua irmã. Sua mãe engravidou dela assim que Shannon morreu, aos 17 anos, em um terrível acidente de carro, que se chocou com uma árvore. Ao longo de sua vida, Summer acostumou-se a assistir seus pais repetirem o quanto a irmã era perfeita, amada e boa filha, e por isso sempre acreditou que fosse uma decepção para eles. Ao fazer 17 anos, recebe da tia de presente o diário que Shannon escrevia até o dia de sua morte. Ao ler aquelas páginas para saber mais sobre a irmã, acaba descobrindo alguns segredos, e a cada revelação, sobre a família e sobre si mesma, entende que a verdade pode ser, por vezes, dolorosa, mas nunca deixará de ser libertadora.

Comentários:
Assim que terminei a leitura desse livro me senti totalmente com vontade de ter uma irmã como Summer Stetson. Vou ter que pedir para minha mãe providenciar isso aí. I'm just kidding.

Agora, falando sério, o que me chamou a atenção nesse livro (além da capa) foi a história em si, que me pareceu bem real e instigante. Assim que comecei a ler, percebi logo de cara que iria adorar a narrativa e dos personagens.

Quando digo real, quero dizer que a história no geral é fácil de se adequar ao nosso cotidiano, é comum algumas irmãs não se conhecerem por causa da morte e assim por diante fazerem comparações com a mesma. Isso é um tema que daria para discutir, porque gera muita polêmica. Mas neste caso, a irmã de Shannon é a protagonista da história e será ela quem vai conhecer sua irmã depois de muito tempo sem saber quem ela era realmente.

Por incrível que pareça, não é um livro tão dramático como eu esperava, se trata mais de um retrato de vida de uma adolescente que acaba conhecendo a irmã através de um diário. Nos primeiros parágrafos percebe que a vida de Shannon não era tão perfeita como achava que era, afinal todo mundo falava como ela era 10 nas aulas, era uma filha perfeita e obediente aos pais, mas o que aconteceu em sua última semana de vida?... Será que Summer está preparada para descobrir toda a verdade?

Falta menos de dois anos para acabar o ensino médio e assim como Shannon era a aluna nota 10 há 18 anos, os pais e professores esperavam o mesmo de Summer, mas nada disso importa, ela é inteligente e diferente em sua forma de viver, tem poucos amigos, mas ama sua família e claro, seu único e melhor amigo Gibson, que a ajuda a passar por todas as barreiras que vem sofrendo.

O livro é realmente muito fofo no quesito capa e diagramação e gostei de ver o trabalho da Gutenberg na editoração e acabamento do livro, em ver como a sintonia da história de equipara à capa.

As emoções correm a solta quando você se depara com o sentimento de Summer por sua irmã, porque isso não surge logo no começo, vai fluindo juntamente com o passar das páginas, é a mesma coisa de conhecer alguém pela primeira vez, mesmo depois de só ouvir algumas coisas sobre ela. Na verdade, esse livro foi feito com a intuição de mostrar que a verdade sempre será libertadora, as questões familiares com seus exemplos na sua individualidade, nos ajuda a ver quem somos realmente e o que queremos para nós e à quem amamos.

Eu poderia ficar falando horas sobre esse livro, mas só porque ele me emocionou muito, só tenho mais umas dicas: O livro deve ser lido de uma só vez, você pode repetir e gostar ainda mais por causa da facilidade com que a narrativa discorre. Para você que adora ler romances com um pouco de drama, e ainda por cima de se divertir um pouco, esse é o livro. Você vai se emocionar e talvez chorar muito, mas não se preocupe não, Deriso preparou uma história maravilhosa para você, aproveite!


2 Comentaram:

  1. Caramba! Acho que esse ano não visitei o Leituras Vivas. Pois é, a culpa não é minha rs

    Curti a temática da história, realmente gostei. Me parece aquele tipo de filme da Sessão da Tarde, que por mais que não pareça tão original, secretamente você deseja que a aula termine mais cedo pra chegar em casa e assistir, entende? rs

    Só que eu não vou comprar livros pelo menos até agosto, ou seja, nada dessa história pra mim por enquanto =\
    Mais uma excelente resenha, Rafa! Abração! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro,
      Nossa, quanto tempo mesmo... Também espero ter mais tempo para me ligar no Inspirados. =D
      Quer dizer que vai à Bienal?

      Excluir