Resenha - O desejo de Lilith - Ademir Pascale

escrito por Rafael Fernandes

Autora: Ademir Pascale
Editora: Draco
Onde comprar: Aqui
Nota sobre o livro: 4 de 5

Sinopse:
Um descuido dos tradutores da Bíblia revelou o pior dentre todos os demônios. Um velho e decadente detetive de polícia investiga um macabro suicídio, mas o que ele não sabia era que sua vida estava por um fio e seria envolvido em uma conspiração contra toda a humanidade. Uma palavra-chave, transliteração de uma palavra hebraica repetida em 63 trechos da Bíblia, dará início à mais sombria das investigações. Uma organização secreta milenar abriga incríveis segredos e bizarras e inimagináveis personagens. Afinal, o que teria em comum Platão, Vlad Tepes, Erzsébet Báthory, John Milton, Thomas Chatterton, Mary Shelley, Percy B. Shelley, Robert L. Stevenson, Aleister Crowley e Jim Morrison? Descubra em O Desejo de Lilith, um romance sobrenatural vivenciado nas principais avenidas e ruas de São Paulo, repleto de segredos, revelações, aventuras e muito rock.

Resenha:
Diferentemente de tudo o que já li, o primeiro romance de Ademir Pascale me surpreendeu.

O desejo de Lilith é contado em 1ª pessoa pelo detetive Rafael Monte Cerquilho, ele está numa investigação para desvendar o mistério que ronda na morte de Jacinto Rodrigues, um autor renomado que escrevia coisas macabras, na realidade ele psicografava por um espírito do mal chamado Seol, por fim, ele não aguenta mais tanta pressão e acaba se suicidando. Esse foi o primeiro caso contado por Rafael no livro.

Mesmo sendo mandado embora do seu posto de detetive, Rafael continua investigando. Primeiro com a procura de um estudioso para lhe ajudar na investigação, o velho Murial Sante, no qual possui algumas fichas de vários casos idênticos desse thriller, logo depois acontece coisas estranhas como o aparecimentos de anjos caídos e a quase morte de Rafael... 

O personagem Rafael disse que suas palavras poderiam não ter coesão, já que tudo o que tinha em mãos só podia ser uma loucura, um demônio possuir um ser humano, e fazê-lo se matar é algo inimaginável...

Os personagens que mais gostei foram o travesti Suzetti e um barbudo roqueiro, eles sempre estavam presentes na história e dispostos a ajudá-lo quando ele necessitava, foram super essenciais para o fim do thriller.

O livro tem 126 páginas e 12 capítulos curtos, no formato de diário. Achei a diagramação perfeita, linda, nada a contestar. E com os capítulos curtos fez da leitura prazerosa e muita gostosa de ler. O único problema foi só achar um pouco de ação quase acabando o livrinho.

A história se passa em São Paulo e raros momentos em Hortolândia, 1978-2009, concentrando mais no primeiro, descrevendo sem discrição os locais por onde passava.

Tenho que dar honras quanto ao conteúdo da escrita de Pascale, é que ele escreve tão bem e faz citações tão lúcidas quanto ao que o personagem está passando, que é quase impossível não envolver-se com a história.

Será a história verídica ou uma simples ficção, como muitos pensam, eu acredito que seja verdade, pois muitos detalhes da Bíblia podem ser comprovados por um estudo detalhado.

Descobrir o desejo de Lilith foi muito fácil pra mim desde o início, por essa parte me decepcionei, já que li o livro por essa causa, o desejo dela está na nossa realidade, só o nome que muda. Só falta você descobrir.

A narrativa do livro é tão envolvente que parar a leitura fica muito difícil, por isso eu adorei o livro, tanto por isso quanto para o final, que ficou espetacular, eu recomendo pra todos que adoram thriller.


4 Comentaram:

  1. A sinopse não me atraiu muito, me pareceu um desses livros sobre teorias da conspiração, mas a resenha mudou meu modo de pensar e me deu vontade de ler o livro, realmente despertou o meu interesse, legal ver mais um livro nacional que agrada e é prestigiado no blog.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo, a história sem ser lida parece uma coisa, quando lida totalmente impressiona sobremaneira. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Saleta de Leitura18 de junho de 2012 22:04

    Sempre bom ler a resenha e saber a opinião de um leitor. Muitas vezes a sinopse nao nos atrai! E aqui fico na vontade de ler ! Haja tempo , mas já foi para conta! Gostei muito da sua resenha e blog

    Beijos
    Irene

    ResponderExcluir
  4. Confissão 1) Eu não consigo olhar para essa capa e não lembrar da Megan Fox XD
    Confissão 2) Sou completamente fascinada por demônios (Não sou satanista), aí esse livro sempre me chamou a atenção, mas eu nunca realmente parei para ler alguma coisa sobre ele, por causa da confissão 3...
    Confissão 3) Tenho problemas com autores brasileiros >.< Sei lá, os livros internacionais tem muita divulgação, os livros brasileiros nem tanto, então, basicamente, eu  tenho o costume de só ler livro brasileiro quando sou obrigada pela escola :/

    Mas agora esse foi para o topo da minha wishlist, mesmo estando um pouco desapontada, porque esperava uma narrativa pelo ponto de vista da Lilith, isso é pedir demais? 

    ResponderExcluir